Notícias - Cooperfarms

Desde o mês passado, a Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms) disponibiliza de um ambiente com estrutura multimídia aos associados. A Sala do Cooperado – uma “espécie de coworking” exclusiva para cooperados, foi incorporada a estrutura física da Cooperativa com o intuito de aproximar o cooperado, de promover a cultura da intercooperação, além de oferecer um ambiente de trabalho com estrutura completa para reuniões e transmissão de videoconferências de interesse comum à atividade agrícola.

O presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes, acompanhado do vice-presidente, Celestino Zanella, do conselheiro consultivo, Odacil Ranzi e do cooperado, Moisés Schmidt, participa, desde ontem (28/08), em São Paulo, de uma agenda estratégica com diretores e conselheiros do Consórcio Cooperativo Agropecuário Brasileiro (CCAB) e do grupo francês InVivo, que desde janeiro de 2017, assumiu o controle acionário do CCAB, com a compra de uma participação de 51% na empresa brasileira.

De hoje (21) até amanhã (22) o conselheiro fiscal da Cooperfarms, Leonardo Vicenzi e o cooperado e conselheiro consultivo, Odacil Ranzi participam em Brasília/DF, do Intercoop. Em sua primeira edição, o evento criado pelo Sistema OCB, reúne em um único espaço cooperativas dos mais diferentes ramos, tamanhos e regiões, com o intuito de disseminar boas práticas de gestão nos negócios e estimular a entrada de cooperativas em novos mercados.

Desde ontem (20/08), membros do conselho administrativo, colaboradores e diretoria executiva da Cooperfarms estão reunidos para construir o planejamento estratégico da Cooperfarms com ações a curto, médio e longo prazo. O planejamento estratégico é um instrumento de gestão que serve para subsidiar no desenvolvimento de tarefas maiores, de maneira disciplinada e organizada, visando atingir objetivos que a levarão a um futuro melhor, ou seja, planejar estrategicamente significa compatibilizar as oportunidades oferecidas pelo ambiente externo às condições internas, favoráveis ou não, da cooperativa, de modo a satisfazer seus objetivos futuros.

Elevar a performance dos campos de produção sempre foi uma das grandes preocupações do departamento técnico da Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms). Para isso, a Cooperativa conta com importantes parcerias que, além de oferecer tecnologias que potencializam os caracteres genéticos de produção das culturas, também dispõe de condições especiais na compra do insumo.

Luís Eduardo Magalhães encerrou na sexta-feira, 17, o ciclo do Direcoop 2018, evento promovido pelo Sistema OCEB, desde o ano de 2013, com o objetivo de aprimorar a gestão das cooperativas baianas e desenvolver o cooperativismo de forma participativa ano após ano.

Um saldo de 396 bolsas de sangue coletadas. Os números são da campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea Doar Faz Bem, promovida pelas cooperativas agrícolas de Luís Eduardo Magalhães: Cooperfarms (Cooperativa do Produtores Rurais da Bahia), Unibahia (Sociedade Cooperativa Unibahia) e Cooproeste (Cooperativa Agropecuária do Oeste da Bahia) e a de crédito, Sicredi, entre os dias 14 a 17 de agosto, no Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), com o apoio da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), prefeitura municipal e Clínica São Camilo.

Até a próxima sexta-feira, 17, as cooperativas agrícolas de Luís Eduardo Magalhães: Cooperfarms (Cooperativa do Produtores Rurais da Bahia), Unibahia (Sociedade Cooperativa Unibahia) e Cooproeste (Cooperativa Agropecuária do Oeste da Bahia) e a de crédito, Sicredi, estão mobilizadas na segunda edição da campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea Doar Faz Bem.

Desde 2013, os Encontros Regionais de gestores do cooperativismo baiano são realizados com sucesso, devido à significativa participação dos dirigentes das cooperativas do estado, vinculadas ao Sistema OCEB. Esses eventos são fundamentais para contribuir com o desenvolvimento do cooperativismo de forma democrática e para aprimorar a gestão das cooperativas por meio da intercooperação.

Para cada ato voluntário de doação de sangue até três vidas são salvas. Apesar da equação parecer simples, os desafios ainda são grandes, principalmente na sensibilização e fidelização de novos doadores, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue com regularidade. O percentual ainda é baixo se comparado com índice ideal estimado pela própria OMS, de 3 a 5% da população, para suprir as necessidades de sangue e outros componentes sanguíneos de um país.

O número de produtores rurais que se tornaram associados da Cooperativa dos Produtores Rurais (Cooperfarms) nos últimos 10 anos, representa uma média anual 7% de adesão. Essa expansão se deve ao número maior de pessoas que passaram a conhecer o cooperativismo e a confiar no modelo de negócio proposto pelos 22 fundadores, no ano 2008, para fortalecer o poder de compra de produtos e serviços, inicialmente em agroquímicos, agregando valor a produção agrícola.

Desde a última segunda-feira (23) a Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms) opera com seu novo serviço exclusivo ao quadro de cooperados. O Cooperfarms Seguros, anunciado em junho passado, durante a décima quarta edição da Bahia Farm Show, é uma parceria com a Next Marka Corretora de Seguros.