Notícias - Cooperfarms

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) adotará uma posição firme na COP 22, a Conferência da ONU sobre o clima que se realiza até a próxima sexta-feira (18) em Marrakech, no Marrocos. O ministro Blairo Maggi, que integra a comitiva de governo, deverá defender que os produtos agrícolas brasileiros tenham preferência no mercado global, em função de cumprirem regras ambientais rigorosas – uma postura diferenciada de outros países que também são produtores de alimentos.

As demandas dos produtores rurais da região oeste da Bahia foram apresentadas ao governador do Estado, nesta segunda-feira (7), durante audiência, na governadoria, que reuniu o chefe do executivo estadual; o presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato; o presidente da Abapa, Celestino Zanella, e secretários de Estado. O grupo ficou reunido por mais de duas horas e tratou

Os produtores rurais são as principais vítimas de uma infraestrutura logística precária, insuficiente, e enfrentam, no dia a dia, “uma verdadeira aventura” para conseguir escoar seus produtos aos pontos de venda. A afirmação foi feita pelo presidente da CNA, João Martins, em discurso

Encerrou nesta terça (1°) e quinta-feira (03) a programação do Dia C (Dia de Cooperar) em Luís Eduardo Magalhães. A iniciativa voluntária envolveu dirigentes e colaboradores de quatro cooperativas (Cooperfarms, Cooproeste e Unibahia e Sicredi) e alunos do 6º ao 9º ano das escolas municipais Ottomar Schwengber e Cézer

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prorrogou as autorizações de uso emergencial para controle da Helicoverpa armigera. De acordo com a Portaria Nº 223 (de 24 de outubro de 2016), assinada pelo ministro Blairo Maggi, a vigência da Instrução Normativa 3/2015 foi estendida até o dia 06 de novembro 2017.

Também o prazo de vigência do “Estado de Emergência” para a região oeste do estado da Bahia (previsto no artigo 2º da Portaria 1059/2013) foi prorrogado até o dia 06 de novembro de 2017.2017.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta segunda-feira (31) uma série de ajustes em normas do crédito rural, entre eles a prorrogação, para 1º de janeiro de 2018, do prazo a partir do qual produtores rurais de todo país ficarão impedidos de acessar esses financiamentos caso não se inscrevam no CAR.

A Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav) alerta os agricultores e pecuaristas sobre o aumento de casos de roubo de insumos agropecuários. As quadrilhas especializadas agem nas propriedades rurais e revendas em todo o país e são impulsionadas pela alta do dólar,

Foi lançada quarta, durante a SPFW, a campanha “Sou de Algodão”, da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), que tem como objetivo incentivar o uso da matéria-prima na indústria da moda e, consequentemente, pelos consumidores finais.

Um grupo de mulheres ligadas ao quadro de cooperados da Cooperfarms participou entre os dias 25 e 26 de outubro, do Congresso Nacional de Mulheres do Agronegócio, em São Paulo. O evento reuniu agricultoras, pecuaristas, produtoras integradas e cooperadas, executivas de corporações,

As condições de relevo no oeste baiano com extensas áreas planas, ideais para a prática da agricultura empresarial só foram possíveis com a introdução de boas práticas de manejo de solo, de tecnologia e biotecnologia. A região, apesar das inúmeras particularidades favoráveis à atividade, apresenta alta degradação de matéria orgânica, isto devido as próprias características física e química do solo regional, exposto as altas temperaturas.

Com o vazio sanitário para a cultura do algodão, que vai de 20 de setembro a 20 de novembro, a Bahia se prepara para a safra 2016/2017. Com uma área de 234,9 mil hectares, o estado da Bahia – segundo maior produtor de algodão do Brasil, colheu cerca de 235 mil toneladas de pluma nesta safra 2015/2016, sendo a área de sequeiro de 211,2 mil hectares e a área de irrigado de 23,6 mil hectares, com uma produtividade média de 165@/há.

Sem cobrança de anuidade e de caráter rotativo, o cartão BNB será acessível aos micros e grandes produtores, concedendo até R$ 1 milhão de limite de crédito, com taxa de juros anual que variam de 7,65% a 10%, conforme o porte do cliente. O evento aconteceu na sede do Sindicato dos Produtores Rurais