Notícias - Cooperfarms

Segundo a consultoria Oxya, os Estados Unidos são medalha de ouro em ameaça à agricultura brasileira: além de representarem a maior quantidade de visitantes, por lá existem 289 pragas que não existem por aqui. A prata fica com a Itália, com 205, e a Índia em terceiro, com 188 tipos.. Embora o evento tenha como sede o Rio de Janeiro, um Estado com pouca tradição agrícola, algumas provas serão realizadas em outras localidades, como Manaus, Salvador, Brasília, Belo Horizonte e São Paulo, fazendo com que muitos desses viajantes se desloquem pelo país.

Decisão do Banco Central publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (1º)  vale para agricultores familiares ou para a agricultura empresarial, na safra 2016/2017. Medida altera normas do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), referentes à obrigatoriedade de enquadramento, ao limite de cobertura e à remuneração de serviços de comprovação de perdas.

Foi aprovada a liberação comercial de uma nova tecnologia em algodão denominada de Bollgard III durante reunião da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBIO) realizada na quinta-feira (28/07), da qual a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) acompanhou. Com 17 votos a favor e apenas 2 contrários à aprovação do algodão da empresa Monsanto, já utilizado no Japão e na Austrália desde 2014, é comemorada pela categoria. “Essa tecnologia leva aos produtores a redução do custo no manejo de insetos, já que ele é resistente às principais lagartas, e também contém tolerância ao glifosato”, conclui João Carlos Jacobsen, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa).

O produtor rural e engenheiro agrônomo, Júlio Cézar Busato, é o novo presidente da Câmara Temática de Insumos Agropecuários, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A nomeação, por meio da Portaria Ministerial n° 133, foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (15).

A Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou aos produtores o zoneamento agrícola de risco climático para as culturas de verão safra 2016/2017, em vários estados brasileiros. A medida está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25). Os produtos contemplados são o milho, soja, feijão, feijão caupi, arroz de sequeiro, arroz irrigado, algodão, girassol, mamona e sorgo.
O zoneamento agrícola indica, por exemplo, os tipos de solo aptos ao plantio, a época de semeadura e as cultivares recomendadas para cada município, a partir de uma metodologia validada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O estudo é elaborado com o objetivo de atenuar os riscos relacionados aos fenômenos climáticos. É um instrumento de política agrícola e gestão de riscos da agricultura.

Cerca de 30 lideranças do sistema cooperativistas do Oeste da Bahia participaram na sexta-feira, (15/07) do Lidercoop: Encontro Regional de Presidentes, Dirigentes e Líderes do Cooperativismo Baiano, em Luís Eduardo Magalhães. Organizado pelo Sistema OCEB - Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia, o evento teve como objetivo propiciar a participação dos líderes na execução das estratégias do cooperativismo baiano e integrar o sistema cooperativista para o desenvolvimento regional e sustentável. Com o tema “Boas práticas de Governança Cooperativa e capitalização como pilares da sustentabilidade das cooperativas”, o evento contou com a presença do painelista Ranusio Cunha, diretor geral do Sicoob Coopere, - cooperativa finalista do prêmio nacional de excelência de gestão.

Desde a última terça-feira, 12/07, diretores da Cooperfarms recebem a visita técnica de analistas do Sistema Oceb.  A intensa agenda começou com os trabalhos na área de assessoria jurídica com orientações quanto à reforma estatuária social da Cooperativa com a presença das advogadas Monique Brito (Sistema Oceb) e Luciana Kappes (Cooperfarms), além  da participação dos diretores executivo e administrativo, Carlos Meurer e André de Oliveira, respectivamente e do Diretor 2º Tesoureiro e advogado, Rafael D'Agostini.Na ocasião também foi discutido o Programa de Acompanhamento da Gestão Cooperativista (PAGC), desenvolvido nacionalmente pelo Sescoop, com o objetivo de garantir que o cooperativismo no País mantenha suas características originais de respeito ao trabalho coletivo, visando a garantir o bem comum. O PAGC consiste em um diagnóstico de acompanhamento com orientações e planos de melhoria, por meio do Instrumento de Acompanhamento da Gestão Cooperativista (IAGC); desde 2013, a Cooperfarms participa do Programa.

A Caixa Econômica Federal inicia em julho as contratações do novo Ano Safra 2016/2017. Para o período, o banco projeta aplicar no crédito rural R$ 10 bilhões, por meio das linhas de recursos obrigatórios, recursos livres e do BNDES, beneficiando todas as regiões do país com vocação agrícola. “Esse volume de recursos possibilitará ampliar nossa participação neste importante mercado, permitindo que a Caixa estreite ainda mais o relacionamento com toda a cadeia do agronegócio”, comenta o superintendente nacional de Agronegócio da Caixa, Márcio Vieira Recalde.

As apólices subvencionadas pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) contratadas no ano passado já foram pagas esta semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em 2015, o ministério se comprometeu com o equivalente a R$ 577,4 milhões em subvenção. Isso possibilitou a contratação de mais de 100 mil apólices em todo o país para as mais diversas atividades, com destaque para soja, frutas, trigo e milho. Cerca de R$ 200 milhões desse total haviam sido inscritos em restos a pagar e agora foram quitados.

Foram publicadas no Dário Oficial da União (DOU), edição de sexta-feira (1), oito portarias (nºs 291 a 298) que normatizam as regras para a liberação dos financiamentos de custeios, investimentos e comercialização da safra 2016/17, aprovadas nessa quinta-feira pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Com essas medidas, os bancos já podem financiar as atividades da nova safra. Para este ciclo agrícola, o Ministério da Agricultura está disponibilizando aos agricultores cerca de R$ 185 bilhões.m informações da FPA)

Produtores rurais com débitos originários das operações da securitização e do Programa Especial de Saneamento de Ativos – PESA – inscritos em Dívida Ativa da União – DAU – podem liquidar o saldo devedor com bônus entre 60% a 95%, de acordo com o valor consolidado inscrito. O benefício está previsto na medida provisória – MP – 733/16, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 15 de junho.A norma também prevê a suspensão, até 29 de dezembro de 2017, do ajuizamento e do prosseguimento das execuções fiscais em andamento.

A convite do Sistema OCB/MS, a Cooperativa de Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms) participou no mês de junho (21), de uma reunião com dirigentes de cooperativas do ramo agropecuário sul-mato-grossense em Campo Grande/MS. Os encontros periódicos têm como principal foco estruturar o ramo, fortalecendo as cooperativas agropecuárias do estado, e dando apoio a inserção de mercados, promovendo seu desenvolvimento. O convite surgiu após a visita dos superintendentes dos Sistemas de todos os estados à Bahia, início do mês de junho, que ficaram impressionados com a forma de trabalho desenvolvido pela Cooperfarms.