Quarta, 13 Mai 2020 13:31

Cooperfarms participa do Lançamento Estadual do Dia C 2020

Mais que um modelo de negócio, o cooperativismo é uma filosofia de vida que busca transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos. Um caminho que mostra a atuação das cooperativas na construção de um cenário mais favorável para o desenvolvimento das comunidades é a realização do Dia de Cooperar (Dia C). Iniciativa, que desde 2009, mobiliza as cooperativas em todo o Brasil a vestirem a camisa do sétimo princípio do cooperativismo; o interesse pela comunidade.

Neste ano o Dia C, em virtude dos impactos da Convid-19 no país, se depara com um importante desafio: acolher e assistir as comunidades neste momento sensível, mas sem desobedecer às recomendações da Organização Mundial da Saúde, que indicam o distanciamento social. O voluntariado pode até ganhar um novo formato e novas dimensões, mas o trabalho será feito.

Para instruir e buscar formas de fazer com que as cooperativas continuem realizando as ações em suas comunidades, o Sistema OCEB, reuniu na sexta-feira (8/5), mais de 60 representantes de cooperativas baianas (dentre eles presidentes, diretores, secretários e comunicadores) e realizou o Lançamento Estadual do Dia de Cooperar 2020. O diretor executivo da Cooperfarms, André de Oliveira e a analista contábil, Franciele Magni, responsável pela cooperativa na organização da ação, participaram da videoconferência. Agora, o grupo se debruça na estruturação de um projeto que atenda ao novo formato.

Histórico - Desde 2017, a Cooperfarms tem abraçado o terceiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) por uma Saúde de Qualidade, através da campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea Doar Faz Bem. Em 2019, junto com as cooperativas agrícolas: Cooproeste (Cooperativa Agropecuária do Oeste da Bahia) e Unibahia (Sociedade Cooperativa Unibahia), a de crédito, Sicredi, e as de transportes, Cootransf (Cooperativa de Transportes de São Francisco) e COOPGNP (Cooperativa de Transportadores de Luís Eduardo Magalhães) e o apoio da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), prefeitura municipal e Clínica São Camilo, a campanha teve um saldo de 336 bolsas de sangue coletadas e 130 cadastros voluntários de doação de medula óssea.

Para o presidente do Sistema OCEB, Cergio Tecchio, é preciso enxergar a crise como um momento capaz de gerar bons frutos. “Já havia um tempo que tínhamos alguns projetos a serem implementados e ainda não havíamos achado que havia chegado o momento. Estamos em um cenário delicado, mas precisamos enxergar nele a oportunidade. O Dia C vem neste ano com um papel fundamental. Vamos aproveitar para cuidar dos nossos familiares, cooperados e comunidades. O Brasil conta com a Bahia”, reforçou Tecchio.

*Com informações Ascom OCEB