Quinta, 02 Setembro 2021 20:48

Encontro Ferramentas Digitais Cooperfarms tem aprovação de 100% Destaque

Apresentar inovações tecnológicas, que trazem maior agilidade, autonomia, conectividade e integração aos processos produtivos e de gestão agrícola. Pautada neste eixo, sem quaisquer pretensões comerciais, a Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms) organizou na última terça-feira (31/08), o primeiro Encontro Ferramentas Digitais Cooperfarms, que teve o apoio institucional da EsalqTec - Incubadora Tecnológica.

Segundo o presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes, a ideia do Encontro nasceu após sua participação em um evento da EsalqTec, e que de imediato recebeu o apoio do gerente de novos negócios da Bioline Latam, Fábio Marques, membro da Câmara do Agro 4.0 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). “Nosso objetivo é criar um ambiente de inovação dentro da Cooperfarms, sendo um elo entre o cooperado e o fornecedor da tecnologia”, reiterou.

Em rápida apresentação, Marques, compartilhou algumas das pautas que a Câmara tem discutido, sobretudo, no fomento tecnológico para a produção de grãos e fibras. Segundo ele, um dos maiores gargalos ainda é a conectividade. “Hoje, a realidade é que muitos produtores rurais, se quer, têm acesso ao serviço 2G ou 3G na propriedade. Para se ter uma noção, para atingir 90% de cobertura do território nacional, o país precisará investir em torno de R$ 22 bilhões em novas antenas. Sabendo deste cenário, nosso esforço tem sido encontrar ferramentas que se adequem à realidade de cada produtor, seja ele grande ou pequeno, visando a mais produtividade e a redução dos custos de produção”, esclareceu.

“Vocês são sócios de uma cooperativa que está olhando a questão da inovação tecnológica com muita atenção e vendo o que a tecnologia pode agregar às necessidades dos seus cooperados. Eu não tenho dúvida que as cooperativas serão as grandes protagonistas de toda essa revolução que está acontecendo no campo”, defendeu o gerente executivo da Esalqtec, Sérgio Barbosa, em sua breve participação.

Máquinas e equipamentos - Neste primeiro bate-papo, a fala das quatro empresas convidadas: Farmers Edge do Brasil, Solinftec, REX-Velos e Agrothings, foi direcionada para soluções de monitoramento de máquinas e equipamentos. As apresentações foram divididas em blocos de 15 minutos, onde cada startup teve a oportunidade de defender a operação, a gestão e as soluções do seu software ou sistema.

O encontro teve 100% da aprovação dos cooperados, e uma segunda edição do encontro já está sendo desenhada. Entre as possíveis temáticas estão: seguro de lavouras, crédito de carbono, ferramentas agronômicas de agricultura de precisão para manejo fitossanitário e soluções em nutrição do solo. Outras sugestões podem ser encaminhadas diretamente ao departamento comercial da Cooperfarms, que está na coordenação dos encontros.