Sexta, 02 Outubro 2020 18:01

Grupo de mulheres da Cooperfarms participa do Encontro Nacional das Mulheres Cooperativistas

Grupo de mulheres da Cooperfarms participa do Encontro Nacional das Mulheres Cooperativistas Foto: Divulgação

Superação e resiliência, sucessão familiar, gestão financeira da propriedade e as perspectivas para o agronegócio no cenário político e econômico. Esses foram alguns dos temas discutidos no Encontro Nacional das Mulheres Cooperativistas, realizado na última terça (29) e a quarta-feira (30/10), e que contou com a participação de um grupo de mulheres formado por cooperadas, esposas e filhas de cooperados e colaboradoras da Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms).

Em formato virtual, o evento organizado pelo Grupo Conecta reuniu cerca de 10 mil mulheres que atuam em mais de 200 cooperativas de todo o Brasil. Além da apresentação de cases de sucesso envolvendo lideranças femininas, feira agro virtual com a exposição de produtos e serviços, a programação contou com a participação de lideranças do agronegócio e do cenário político-econômico, a exemplo da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, a presidente da Sociedade Rural Brasileira, Teresa Vendramini, o coordenador de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, Roberto Rodrigues, o jornalista Alexandre Garcia, entre outros.

Segundo a diretora executiva do Grupo Conecta e diretora na MPrado Cooperativas, Luciana Martins, “as mulheres cooperativistas são gestoras de propriedades e têm uma responsabilidade grande na área administrativa, financeira e de recursos humanos e, ao mesmo tempo, equilibram a balança como mãe, esposa e mulher. E um dos objetivos do encontro foi fomentar seus conhecimentos na área de gestão ao mesmo tempo valorizar o lado feminino e suas potencialidades”, evidenciou.

Para a cooperativista Neuza Brugnera, o encontro proporcionou um novo olhar sobre os diversos papéis da mulher. “Precisamos parar e contar a nossa história, refletir sobre o que fazemos e porquê fazemos, valorizando cada passo dado”, ressaltou Neuza, que aproveitou o formato on-line e chamou toda a equipe do escritório para a sala virtual. “Eu acredito muito no compartilhamento do conhecimento, além de ser um momento de estarmos mais juntas e unidas em relação ao nosso propósito”, concluiu.

Integração feminina - Promover o protagonismo das mulheres sempre esteve na pauta da cooperativa. Desde 2017, a cooperativa organiza o Encontro de Mulheres Cooperfarms, um espaço aberto que reúne, não apenas mulheres do quadro social, mas também outras lideranças femininas que, através da troca de experiências buscam estratégias para uma maior inserção na dinâmica social e organizacional. Hoje, 52% do quadro colaborativo administrativo da Cooperfarms é composto por elas.