Quarta, 19 Agosto 2020 16:33

Cooperfarms distribui mais de R$1,8 milhão em sobras

Cooperfarms distribui mais de R$1,8 milhão em sobras Foto: Júnior Ferrari

Pela primeira vez, em 12 anos, a Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms) irá distribuir suas sobras de exercício aos cooperados. A decisão pela distribuição de 100% das sobras do exercício fiscal de 2019, valor que ultrapassou R$ 1,8 milhão, foi tomada em Assembleia Geral Ordinária Digital, realizada nesta terça-feira (18), aniversário de fundação da Cooperativa.

“Certamente não teríamos uma data melhor para apresentar esse saldo positivo que é resultado de um esforço diário e coletivo do Conselho de Administração, diretoria executiva e de nossos colaboradores, em aprimorar os atendimentos aos cooperados e buscar novas alternativas de negócios”, comemorou o presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes, e completou “Este é um trabalho feito por muitas mãos”.

As contas, aprovadas por unanimidade de votos, revelam que a Cooperfarms fechou o exercício fiscal de 2019 com um resultado de mais de R$ 4 milhões, o que representa um crescimento de 111,4% em relação ao exercício fiscal anterior, que foi de R$ 2.082,231,00. Uma parte deste recurso será destinada ao Fundo de Reserva (50%) e uma outra, de 5%, ao Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (FATES), conforme prevê o Estatuto Social da Cooperativa. O recurso das sobras, ou seja, R$ 1.864.823,00 que foi levado à votação da plenária, será distribuído de acordo com a movimentação de cada cooperado.

Visão de Futuro - Além do expressivo valor de sobras, o FATES, que têm origem parcial no resultado de atos cooperativos e a integralidade do lucro proveniente das operações com terceiros, e como o próprio nome sugere, tem o intuito de contribuir na educação e formação dos cooperados e colaboradores, acumulou um saldo superior de R$ 680 mil.

Para uso deste recurso, o Conselho de Administração informou que a Cooperativa irá estudar e estruturar um programa de milhagem próprio, onde o cooperado acumulará pontos, conforme a sua movimentação nas unidades de negócios, e poderá trocar por outros serviços que ainda serão definidos e discutidos de forma participativa.

“Este também é o momento de decidirmos aonde queremos ir e quais oportunidades teremos. Esse tipo de questionamento deve estar cada vez mais forte e presente no dia a dia da cooperativa e é o que norteará os próximos 20 anos da Cooperfarms”, concluiu o vice-presidente da Cooperativa, Celestino Zanella.

O formato digital da Assembleia atendeu as medidas de distanciamento social no controle da pandemia pelo COVID-19 e as instruções da Normativa DREI nº 79, de 14 de abril de 2020, que dispõe sobre a participação e votação à distância em reuniões e assembleias de sociedades anônimas fechadas, limitadas e cooperativas.

Confira o Relatório de Gestão aqui.

 ago07