Segunda, 20 Abril 2020 19:34

Projeto Geração Eleita recebe mantimentos através da Cooperfarms

Projeto Geração Eleita recebe mantimentos através da Cooperfarms Foto: Divulgação

Geração Eleita foi o projeto social contemplado com as doações de alimentos não-perecíveis arrecadados através da iniciativa do ingresso solidário durante a quarta edição do Encontro de Mulheres Cooperfarms, promovido pela Cooperativa no mês de março em Luís Eduardo Magalhães.

O evento aconteceu às vésperas da pandemia pelo COVD-19 e do cancelamento das aulas do projeto, motivos pelos quais a entrega manteve-se suspensa. Entretanto, após um diálogo e a decisão de comum acordo entre a comissão organizadora do Encontro e a coordenação do projeto, analisando especialmente a situação da maioria das famílias atendidas, o grupo voltou atrás e optou pela doação imediata dos alimentos.

A entrega aconteceu nesta segunda-feira, 20, na sede do projeto no bairro Jardim das Oliveiras, na presença do professor e coordenador do projeto, André Ramos, dos diretores tesoureiro e executivo da Cooperfarms, Marcelino Kuhnen e André de Oliveira, respectivamente e da representante da comissão organizadora do encontro, Silvana Kuhnen.

Segundo Kuhnen, aproximadamente 90 quilos de alimentos oriundos unicamente do ingresso solidário foram entregues nesta primeira etapa. “Uma segunda leva de mantimentos, especialmente para suprimir àquelas refeições oferecidas aos alunos atendidos pelo projeto, será doada assim que as atividades forem retomadas”, garantiu o diretor tesoureiro da Cooperfarms.

Para Ramos, as doações chegaram em uma boa hora e “serão destinadas integralmente na realização dos objetivos sociais do Geração Eleita, pois sabemos que a luta por dias melhores às nossas crianças e adolescentes depende da participação de todos. Ficamos gratos por cada um que colaborou com esta gentil e importante ação”, pontuou André.

Atualmente, a principal fonte de renda do projeto é através do bazar solidário que acontece aos domingos. Aproximadamente 100 crianças e adolescentes do bairro estão cadastrados no projeto que se sustenta em cinco pilares: o senso da auto responsabilidade das próprias atitudes e o caráter sagrado da vida, o respeito ao próximo, a busca pelo conhecimento, o trabalho como a única forma de promover a subsistência e a construção da riqueza humana e o cuidado com a saúde física e mental através da prática desportiva. As aulas de violão, flauta, artesanato, capoeira, contação de histórias e futebol, além da Escola Bíblica Dominical, são ministradas por voluntários às sextas-feiras à tarde e aos sábados e domingos pela manhã.