Terça, 26 Setembro 2017 21:23

Cooperfarms apresenta alternativa de estágio nos EUA para estudantes e formandos da região

Com o mercado de trabalho cada vez mais exigente, um bom relacionamento interpessoal e o bom conhecimento da língua inglesa fazem a diferença na hora de candidatar-se a uma vaga. E sem dúvida, as grandes oportunidades para essas vivências estão durante a própria graduação, através de programas de intercâmbio.

No intuito de estreitar esse laço e aproximar jovens universitários do oeste baiano com esse universo de oportunidades, o diretor executivo da Cooperfarms (Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia) Carlos Meurer intermediou na quinta (14) e sexta-feira (15), o contato do engenheiro agrônomo, Julio Ezawa, diretor da IFAA (International Farmers Aid Association) com instituições de ensino superior e técnicas da região.

A IFAA é uma organização privada, sem fins lucrativos com seu escritório principal na Califórnia, EUA, responsável pelo Programa de Treinamento para Jovens Agricultores. Os programas de estágio nas fazendas americanas duram de nove a 12 meses e têm o apoio de experientes funcionários da IFAA e dos fazendeiros profissionais americanos, acostumados a receber brasileiros. São requisitos básicos para o estágio: ter idade entre 18 a 29, solteiro de ambos os sexos; ter vínculo direto com agricultura ou pecuária; estar cursando técnico nível pós-médio ou universitário em cursos agropecuários; formados em cursos agropecuários: não mais que 12 meses e ter conhecimento básico em conversação da língua inglesa.

Em visita à região, Ezawa esteve com acadêmicos dos cursos de agronomia e medicina veterinária da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Fazenda Modelo Paulo Mizote (mantida pela Aiba) em Barreiras e da Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira (FAAHF) em Luís Eduardo Magalhães, além de um encontro com os diretores da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA) e da Cooperfarms.

Para Meurer, o contato de Ezawa com universidades e faculdades da região abre mais um leque de oportunidades aos futuros profissionais da área de ciências agrárias. “Sabemos dá exigência do mercado de trabalho, e o quanto a experiência com outras culturas e mercados soma ao currículo, por isso, enquanto cooperativa, buscamos oferecer alternativas aos jovens, aperfeiçoando inclusive nosso quadro de associados e consequentemente, a performance da cadeia produtiva da região”, disse o executivo da Cooperfarms.

Sobre o IFFA - Desde 1952, mais de 7500 pessoas de 14 países diferentes, participaram do programa de treinamento de liderança e aprendizado prático de habilidades agrícolas. O programa surgiu da iniciativa do Sr. Koda, um imigrante japonês e produtor de arroz na Califórnia. O Sr. Koda em conjunto com o "Farm Bureau" da Califórnia e o governo do Japão elaboraram o programa com o objetivo de educar jovens agricultores Japoneses sobre as técnicas agrícolas usadas nos Estados Unidos para incrementarem a agricultura do Japão. Em 1982 surgiu a IFAA que desde então tem dado continuidade aos propósitos do Sr. Koda, contribuindo para o sucesso de muitos jovens agricultores de várias partes do globo com o seu programa de experiência profissional.

Para saber mais acesse: http://www.ifaa-usa.org/pt-br/


Outras informações também na Cooperfarms pelo fone 77 3639 3900 com Carlos Meurer.