Sexta, 10 Outubro 2014 00:00

Cooperfarms presente no Encontro de Comunicadores da Bahia

A comunicação está entre as três prioridades que o Sistema OCEB (Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia) fortalecerá neste biênio 2014/2015. A boa notícia foi anunciada pelo presidente da OCEB, Cergio Tecchio, durante a segunda edição do Encontro de Comunicadores Cooperativistas da Bahia, realizada na quarta-feira, 08/10, no Fiesta Hotel em Salvador.

Tecchio admitiu que a estrutura comunicacional do Sistema e das cooperativas baianas encontra-se frágil. Entretanto, propôs um desafio aos comunicadores: que reforcem o trabalho de uma imagem positiva do cooperativismo no país, principalmente no Estado.

“Hoje, a comunicação é a grande deficiência da OCEB e que precisa ser encarada como um grande desafio. Precisamos ser mais audaciosos e não pensar pequeno, vislumbrar o mundo dentro e fora do cooperativismo”, destacou Tecchio, recordando do desconhecimento da sociedade com o setor. “Muitas pessoas utilizam diariamente serviços cooperativistas e não sabem o que é uma cooperativa”, pontuou.

A gerente de comunicação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP Nacional), Daniela Lemker, painelista convidada, também reconheceu algumas deficiências na comunicação da OCB, porém destacou mudanças positivas neste cenário, a exemplo da revista bimestral Saber Cooperar e a mobilização do Dia C. “Antes de qualquer trabalho é preciso consolidar uma mensagem que se pretende passar. E foi isso que fizemos, definimos conceitos dentro do cooperativismo, começando pelo setor, cooperativa, cooperado e o Sistema, e depois partimos para as diretrizes estratégicas”, explicou Lemker.

Para o assessor de comunicação da OCEB/SESCOOP/BA, Ricardo Caribé, um dos grandes desafios da comunicação no Sistema Cooperativista Baiano é disseminar as experiências positivas e de se comunicar com demais setores. “As experiências negativas de algumas cooperativas contaminam a imagem do cooperativismo. Além disso, nós pouco sabemos nos articular e se relacionar com as instituições públicas e privadas e com a sociedade civil”, comentou Caribé.


REDE OLÁ
O anúncio do funcionamento da Rede Olá foi recebido com bons olhos pelo público. A partir de agora, o sistema cooperativista brasileiro conta com mais uma ferramenta de apoio para a articulação, promoção e realização de negócios do setor na internet. A Rede Olá é primeira mídia social cooperativista do país.

Criada pela OCEB e SESCOOP/BA e implantada pela Colivre, a Rede Olá será um catálogo online das cooperativas baianas, que permitirá inclusive a implantação de grupos de trabalho, bem como, o comércio eletrônico; além de divulgação de notícias, eventos e informações sobre o setor. Assim, a Rede Olá se consagra como fonte oficial do cooperativismo baiano.

Para a assessora de comunicação da Cooperfarms, Cátia Andreira Dörr, a formalização da Rede Olá é um divisor de águas no cooperativismo brasileiro. “Se antes o setor cooperativista, em especial o baiano, carecia de ferramentas para disseminar seu trabalho no estado e no país, agora não há “desculpas” para que isso aconteça. Estamos entrando numa nova fase, tanto jornalística como de intercooperação, que nos faz acreditar numa mudança histórica no Sistema”, destacou Cátia.