Quinta, 16 Fevereiro 2017 14:10

BB faz lançamento de pré-custeio da safra 17/18 em Barreiras

BB faz lançamento de pré-custeio da safra 17/18 em Barreiras Crédito: Divulgação Aiba

O Banco do Brasil irá disponibilizar R$ 12 bilhões em recursos para o custeio da safra 2017/2018. Este foi o valor divulgado, na sexta-feira (03), pelo diretor de Agronegócios da instituição financeira, Marco Túlio Moraes da Costa, durante evento, em Barreiras, que contou com a participação e apoio da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e da Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa).

Com o auditório lotado, o público, formado principalmente por agricultores da região, pode conhecer, além do valor que será disponibilizado, as taxas e tetos para as culturas de soja, milho, algodão, café, entre outras.

“O Banco do Brasil é uma instituição financeira muito importante para a agricultura brasileira. Todos os anos nós temos uma expectativa muito grande de quais são os limites, os juros, quais são os volumes que nós vamos ter de crédito e o acesso a esses créditos. Nossa região deve ser encarada como uma região única, quem faz agricultura aqui realmente é competente. Nós acreditamos no desenvolvimento do oeste baiano e o Banco do Brasil faz parte desse processo”, destacou Celestino Zanella, presidente da Aiba, também diretor vice-presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais da Bahia (Cooperfarms). A pauta também foi acompanhada pelo presidente da Cooperativa, Luiz Pradella, e primeiro vice-presidente da Aiba.

O valor aplicado para o agronegócio até setembro de 2016 foi de 179 milhões, 4,5 milhões somente na Bahia. Este montante se divide em operações de custeio, investimentos e comercialização. Para o superintendente estadual do BB, Carlos Motta, a expectativa é que esses valores sejam revertidos ainda mais para a região na próxima safra. “Desejamos que nossa parceria seja ainda mais forte em 2017. Afinal, investimentos não vão faltar, recursos não vão faltar e nem a vontade de lutar junto com o produtor, trabalhando nas condições deste ano. Para nós será um ano muito otimista”, declarou Motta.

Ainda durante o evento, Zanella apontou algumas demandas de investimentos que a instituição poderia considerar para o desenvolvimento do agronegócio da região como a energia solar, irrigação e armazenagem. Aproveitou também para convidar os representantes do Banco do Brasil e todos os presentes para a 13ª Bahia Farm Show, que acontece entre os dias 30 de maio a 03 de junho de 2017, em Luís Eduardo Magalhães.

Fundesis
Após o evento, os representantes do Banco do Brasil foram convidados a assistir a uma apresentação sobre o Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis).
Comemorando 10 anos, o Fundo social, que recebe recursos da contribuição espontânea dos produtores rurais no momento da negociação do custeio da safra, já investiu mais de R$ 3 milhões de reais em 81 projetos, distribuídos em 13 municípios do oeste da Bahia.

O superintendente estadual do BB, Carlos Motta, elogiou muito o Fundesis e se comprometeu em apresentar o Fundo para o presidente da Fundação Banco do Brasil e auxiliar na consolidação de uma futura parceria.

Fonte: Com informações Ascom Aiba