Desde 2016, as cooperativas brasileiras abraçam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para realizar ações de transformação social em todo o país. Esses ODS, como são conhecidos, foram assinados pelos líderes mundiais de 193 países na sede da ONU, em Nova Iorque, em 2015.

Os objetivos são integrados, indivisíveis e mesclam, de forma equilibrada, as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. A agenda consiste em uma declaração de 17 ODS e 169 metas.

Até 2030 esses objetivos devem ser implementados por todos os países do mundo e as cooperativas, por meio do trabalho voluntário, também estão convidadas a apoiar essa corrente.

A Cooperfarms, sendo um agente de transformação, está alinhada com os desafios dos ODS, e desde 2017, abraça o ODS3: Saúde de Qualidade, que pretende assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades. Através do Dia C, - uma agenda estratégica nacional do cooperativismo com o objetivo de executar a responsabilidade social, colocando em prática os valores e princípios cooperativistas por meio de ações voluntárias -, promove a campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea Doar Faz Bem. A inciativa ganha o reforço com a participação de outras cooperativas de Luís Eduardo Magalhães, poder público e iniciativa privada.

Antes, nos anos de 2014 e 2016, a Cooperativa esteve engajada com as ações de incentivo ao hábito da leitura entre crianças e jovens, através da doação de obras literárias infantis, infanto-juvenis e para adultos; e a ações socioambientais, a exemplo da segregação do lixo no ambiente escolar.

Image